top of page

Setembro Amarelo e suas origens

O mês de setembro é marcado por uma campanha de extrema importância: o Setembro Amarelo. Esta iniciativa mundial tem como objetivo principal conscientizar a sociedade sobre a prevenção do suicídio, bem como oferecer apoio às pessoas que enfrentam momentos difíceis em suas vidas.



A Origem do Setembro Amarelo


O Setembro Amarelo teve início em 2015, quando a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM) criaram a campanha no Brasil. A escolha do mês de setembro não foi aleatória; ela se deu em razão do dia 10 de setembro ser o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS).


A cor amarela foi escolhida como símbolo da campanha devido à sua associação com a luz do sol, que representa esperança, e também porque chama a atenção de forma impactante, incentivando as pessoas a discutirem abertamente o tema do suicídio.


A Importância da Campanha


O Setembro Amarelo é de extrema importância porque destaca um problema de saúde pública que muitas vezes é negligenciado. O suicídio é uma tragédia que afeta não apenas o indivíduo que o comete, mas também suas famílias, amigos e comunidades. A campanha busca quebrar tabus, reduzir o estigma em torno das doenças mentais e promover a empatia.

Além disso, o Setembro Amarelo tem como objetivo informar as pessoas sobre os sinais de alerta e os recursos disponíveis para ajudar aqueles que estão lutando contra pensamentos suicidas. Ele destaca que a prevenção é possível e que a conversa aberta e o apoio são fundamentais para salvar vidas.


Dicas para Prevenção

  1. Esteja atento aos sinais de alerta: Fique atento aos sinais de que alguém pode estar enfrentando dificuldades emocionais, como mudanças bruscas de comportamento, isolamento social, expressões de desesperança e desamparo, entre outros.

  2. Converse com empatia: Se você suspeitar que alguém está enfrentando pensamentos suicidas, aborde o assunto com empatia e compreensão. Ouça atentamente, sem julgamento, e ofereça apoio emocional.

  3. Procure ajuda profissional: Se você ou alguém que você conhece estiver lutando contra pensamentos suicidas, busque ajuda de um profissional de saúde mental. A terapia e os tratamentos adequados podem fazer uma grande diferença.

  4. Promova a conscientização: Compartilhe informações sobre o Setembro Amarelo e a prevenção do suicídio em suas redes sociais, no trabalho e em sua comunidade. Quanto mais falarmos sobre o assunto, mais estigma será quebrado.

  5. Cuide de sua própria saúde mental: Lembre-se de que a prevenção também começa por você. Cuide de sua saúde mental, busque equilíbrio entre trabalho, lazer e autocuidado, e não hesite em procurar ajuda se precisar.


O Setembro Amarelo é uma campanha que visa salvar vidas, oferecer apoio e promover a conscientização sobre a prevenção do suicídio. Ao entender sua origem, importância e seguir as dicas de prevenção, podemos contribuir para um mundo onde as pessoas se sintam mais confortáveis em buscar ajuda e onde o estigma em torno das doenças mentais seja reduzido. Vamos juntos construir uma sociedade mais empática e solidária, onde a esperança sempre brilhe como o sol de setembro.

24 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page